DISTRIBUIÇÃO DAS INTOXICAÇÕES REGISTRADAS NO CIATox/SC, POR MACRORREGIÃO DE SAÚDE. SANTA CATARINA, 2008 A 2013


A tabela 1 apresenta dados de atendimento registrados no CIATox/SC por Macrorregião de Saúde, que ilustram o problema das intoxicações humanas cuja dimensão no conjunto das causas externas deve ser melhor explorada. As intoxicações impactam mais nos indicadores de morbidade do que na mortalidade. Na descrição das classes de agentes tóxicos observa-se que os principais grupos que impactam na morbidade são os medicamentos e os acidentes por animais peçonhentos, com 54,2% do total das intoxicações no período, alternados de 1º para 2º agente conforme a Macrorregião.

Embora a letalidade das intoxicações em geral é considerada baixa (0,5%), observa-se que no grupo dos agrotóxicos, a letalidade atinge 3,7 óbitos para cada 100 casos. Os principais agrotóxicos que determinam esse percentual são o paraquate e os inseticidas inibidores das colinesterases. A segunda maior letalidade por grupo de agente tóxico tem como causa as drogas de abuso (2,7%). As intoxicações medicamentosas apresentam uma letalidade acima da média das intoxicações em geral.