Polineuropatia Tardia induzida por Organofosforados


S Karami-Mohajeri. A systematic review on the nerve–muscle electrophysiology in human organophosphorus pesticide exposure. Human and Experimental Toxicology 2014, Vol 33(1) 92–102.

A polineuropatia tardia induzida por alguns inseticidas organofosforados pode aparecer meses ou anos após intoxicações agudas ou crônicas, e se caracteriza por dor muscular e parestesias predominantemente nos membros inferiores, seguidos de fraqueza progressiva e depressão dos reflexos tendiosos profundos, podendo acometer os membros superiores nos casos mais graves. A exposição ocupacional crônica pode levar a neurotoxicidade por vários mecanismos diferentes da inibição da colinesterase (ex. estresse oxidativo, apoptose). As características eletrofisiológicas desta polineuropatia foram objeto de recente revisão sistemática.